Melhores Práticas

Valorizando nosso recurso mais escasso: Talento Humano

Eu tenho uma fascinação por aparelhos mecânicos. Talvez seja devido ao fato de que eles são inerentemente imperfeitos, e que temos tentado fazer as coisas funcionarem corretamente e de forma mais precisa há séculos. Eu coleciono relógios automáticos e mecânicos.
Henrique Cabral
2 min
Tabela de conteúdos

Eu tenho uma fascinação por aparelhos mecânicos. Talvez seja devido ao fato de que eles são inerentemente imperfeitos, e que temos tentado fazer as coisas funcionarem corretamente e de forma mais precisa há séculos. Eu coleciono relógios automáticos e mecânicos. Eu ainda ouço vinil em casa, desde The Beatles até Marvin Gaye até Mutantes. Um dos meus hobbies é usar filmes antigos na minha Hasselblad, Mamiya e até mesmo em câmeras de plástico. O filme tem grão, envelhece e precisa de muito trabalho para registrar imagens adequadamente. E embora eu goste de carros elétricos, eu me maravilho com como explosões cronometradas transformam o movimento alternativo em movimento circular com troca de marchas manual e como isso impulsiona um veículo com motor de combustão interna para frente. Recentemente, ouvi uma entrevista de Neil Gaiman com Tim Ferriss que me inspirou a escrever isso. Durante uma boa parte da entrevista, Neil falou sobre escrever com canetas e papel em vez de usar um computador, porque isso te limita. Você precisa pensar e planejar com antecedência, porque provavelmente deseja minimizar a quantidade de correções que faz sem a ajuda das teclas de retrocesso e exclusão. Como trabalho com tecnologia, código, algoritmos, uma vocação que realmente amo, acredito que tenho a necessidade de equilibrar os impulsos e a velocidade que existem na minha indústria com os meus recursos limitados. Como tinta no papel, a fotografia em filme é rara e cara, então eu realmente dedico tempo para focar e enquadrar a imagem, e eu verifico duas vezes a exposição. Isso acontece quase que inconscientemente; há apenas tantos rolos que você pode carregar, além disso, você precisa trocar o rolo a cada 12 fotos mais ou menos. Eu gosto de 1 em cada 3 fotos em filme, em média. Das minhas cerca de 90.000 fotos digitais, tenho quase certeza de que vou gostar apenas de 1 a cada 50. A escassez exige foco. Nosso recurso mais raro é o talento humano, é por isso que na Bureau Works estamos tão investidos em automação. Eu sei, parece irônico, louco, mas é verdade. Acreditamos que ao permitir que tarefas mundanas, repetitivas e entediantes sejam assumidas por computadores, liberaremos nossos recursos mais valiosos - as pessoas - para desenvolverem suas habilidades e aprenderem novas, trazendo mais valor para a empresa com novas ideias e desafiando convenções. Esperamos que todos que trabalham conosco olhem para fora em vez de se enterrarem em tarefas que trarão uma sensação de ocupação, mas não necessariamente de realização. Nosso impulso em direção à automação completa em muitas áreas da empresa decorre da nossa necessidade de criar mais colaboração. Estamos no nosso melhor quando conversamos, compartilhamos experiências e exploramos caminhos criativos para resolver problemas e definir estratégias. É preciso esforço para as pessoas se apresentarem, é imperfeito e aprendemos com nossos erros. Máquinas são precisas e confiáveis, é por isso que precisamos delas para processar as coisas chatas. Essa combinação é o que me faz vir trabalhar todos os dias com um sorriso no rosto. Tópicos: Tecnologia

Escrito por Henrique Cabral

Henrique é um parceiro do Bureau Works e também o CTO. Ele também fala código e adora carros de corrida.

Henrique Cabral
Traduza duas vezes mais rápido de forma impecável
Comece
Nossos eventos online!
Webinars

Experimente a Bureau Works gratuitamente por 14 dias.

Integração com ChatGPT
Comece agora mesmo
Os primeiros 14 dias são por nossa conta
Suporte básico gratuito